Planejando a Reforma de Cozinha

Você já cansou de procurar e ainda não sabe como fazer reforma de cozinha?

Está com dificuldade porque sua cozinha é pequena?

Ou é muito antiga e você precisa modificar tudo?

Mantenha a calma, nós vamos ajudá-la a lembrar de pontos importantes e que geralmente passam esquecidos.

As opções de decoração e utensílios domésticos são as mais variadas possível e todas elas podem te ajudar a transformar sua cozinha, mesmo que pequena.

Mas antes de sair comprando tudo o que ver pela frente, mantenha a calma e planeje sua reforma.

Antes de escolher o projeto é importante lembrar que a cozinha não é só mais um cômodo da casa.

É um dos ambientes mais importantes da casa, mesmo se for uma cozinha pequena.

Isso mesmo, já viu alguma casa sem cozinha?

É na cozinha que preparamos a alimentação da família, o nosso café e etc.

Mas é mais do que isso, quem recebe visita formal, recebe na sala, mas quem gosta de receber os amigos, recebe na cozinha também.

Você deve estar se perguntando: Como assim, receber alguém na cozinha?

Eu disse, na cozinha também.

Isso porque quando o convidado é muito próximo, dificilmente ele ficará sentado na sala sozinho enquanto você ajeita as coisas.

Você mesmo não vai querer ficar isolado na cozinha só porque a pobrezinha te faz passar vergonha.

Acordado que a reforma da cozinha é essencial, devemos lembrar que por se tratar de um local onde a funcionalidade é prioridade, muitas dúvidas podem surgir na hora de escolher o projeto.

Seja ele de montar, organizar ou decorar uma cozinha pequena. Por isso, é importante pensar cuidadosamente em cada detalhe, garantindo a otimização do espaço.

 

# Pontos relevantes para o seu projeto

 

Planejando a Reforma de cozinha Pequena
Designed by Freepik

Para evitar possíveis dores de cabeça (ou pelo menos amenizá-las), é importante observar alguns aspectos básicos do ambiente como a estrutura e a organização.

 

  1. Ponto de hidráulica e elétrica e, se necessário, gás

Nunca se esqueça de fazer a marcação dos pontos de energia e de água do cômodo.

Este ponto chave para o sucesso do  projeto evita obstruções ou perfurações indesejadas do encanamento de água e gás.

Uma boa dica é lembrar-se de colocar várias tomadas acima da bancada.

De preferência embutidas no frontão para ter um melhor acabamento.

Outra sacada é colocar tomadas tanto para 110V quanto para 220V (com módulo vermelho para diferenciar).

E quanto ao gás, se for utilizado forno embutido, a ligação deve ser posicionada ao lado do nicho do forno.

Já para o fogão tradicional o ponto pode ser atrás.

 

  1. Disposição

Antes de definir a disposição dos móveis e eletrodomésticos é importante avaliar a rotina e as necessidades do(s) morador(es).

Com base nessa informação, observamos detalhes importantes como se a cozinha deverá contar com uma mesa, com coifa ou até mesmo com o próprio fogão.

Um exemplo atual é o uso de frigobar ao invés da geladeira em casas onde vivem uma ou duas pessoas, sem criança.

Para garantir uma circulação confortável, outra consideração importante é o formato da cozinha.

Se sua cozinha for retangular, o ideal é concentrar os armários e eletrodomésticos em uma parede, deixando um corredor livre maior.

Já se ela for quadrada, a melhor opção é distribuir em formato de “L”, deixando duas paredes livres.

Independente do formato de sua cozinha, para facilitar a limpeza os armários inferiores devem ficar entre 18 e 21 cm acima do chão.

E a profundidade dos armários inferiores geralmente é de até 65 cm.

Já os armários superiores devem ser instalados a 60 cm da bancada, e ser mais rasos, entre 35 e 40 cm de profundidade.

Se seu projeto é transformar sua cozinha no estilo americano, o balcão deve ser instalado entre 85 e 93 cm do piso.

Lembre de calcular também 60 cm de largura para cada banqueta.

 

  1. Necessidade de mesa na cozinha

Se na sua casa já tem um espaço reservado para uma mesa de jantar é interessante analisar a possibilidade de abrir mão de uma mesa na cozinha.

Mas, se você não abre mão de ter uma mesa na cozinha, nossa dica é que invista nas bancadas retráteis, que ficarão abertas somente durante o uso.

 

  1. Moveis Planejados ou Modulados

Como o próprio nome diz, os móveis planejados são fabricados sob medida para o espaço da cozinha.

Aqui a vantagem é aproveitar cada centímetro precioso da sua cozinha.

Já os modulados são vendidos prontos e contam com uma variação pequena de medidas, limitando sua utilização, uma vez que as peças podem não ter o encaixe perfeito no cômodo.

Por outro lado, o valor do modulado é mais em conta.

Portanto, faça orçamento das duas opções e analise o custo x benefício.

Para dar amplitude ao ambiente você pode optar por portas de correr, gavetões e aberturas basculantes.

 

  1. A escolha dos eletrodomésticos

Esse é o momento certo de pensar nos eletrodomésticos.

Você pode estar achando cedo, mas, é para isso que serve um planejamento detalhado.

Já imaginou programar toda a reforma da cozinha e gastar um tempão decidindo a disposição dos móveis, sair todo feliz para comprar a última novidade tecnológica em eletrodoméstico e na hora de tentar encaixar no projeto, surpresa, ele simplesmente não cabe?

Justamente para evitar esse tipo de problema que te aconselhamos:

  • Planejar as mudanças;
  • Analisar os espaços,
  • Sondar o tamanho dos eletrodomésticos que você quer,
  • Ver se cabem,
  • Se necessário, readaptar o planejado (ou alterar o tamanho dos nichos e espaços ou escolher eletrodomésticos menores)

Portanto, o ideal é que geladeira, lava-louça, triturador, fogão/cooktop, coifa/depurador e forno, sejam escolhidos no início do projeto.

Verifique também a largura da porta da sua cozinha.

É essencial que todos os eletrodomésticos passem com tranqüilidade por ela.

Agora você já conhece a importância de planejar reforma de cozinha e sabe os tópicos que devem fazer parte do planejamento.

Então, mãos à obra. E boa sorte.

Um abraço da Equipe Toc Casa.